Buscar

CARNAVAL E A ANTROPOMORFIZAÇÃO


Photo by Mark Glancy

Com a chegada do carnaval, alguns tutores empolgados fantasiam seus cães para participarem de eventos de carnaval.


Uns preferem viajar para algum lugar longe da agitação, outros preferem ficar em casa e curtirem tranquilamente esse período com o seu animal de estimação.


Vamos inicialmente entender algumas das características físicas, e as necessidades básicas dos cães, para que a compreensão do que os cães realmente necessitam para serem felizes fique fácil de entender.


Cães não entendem o conceito humano de feriado.

Cães não domesticados dormem com o seu grupo em seus abrigos; acordam; migram para procurar alimento e água, procuram parceiros para se reproduzirem; e esse ciclo segue diariamente.


Cães domesticados necessitam do mesmo que os não domesticados, nada mais que isso.

Quando adotamos algum animal de estimação cabe a nós proporcionarmos uma vida mais próxima possível que esse animal teria se estivesse livre na natureza.


É dever do tutor (a) delegar por seu animal proporcionando bem-estar ambiental, físico e psicológico. Conseguimos isso por meio de caminhadas estruturadas, exercícios mentais, exercícios físicos, boa alimentação, regras, adestramento de obediência e carinho.


Cães percebem o mundo primordialmente por meio do olfato, visão e audição. Todos esses sentidos nos cães são muito mais aguçados que nos humanos.


Seja qual for a sua opção para este carnaval, vamos lembrar de alguns cuidados essenciais para que você e o seu animal de estimação passem bem, sem transtornos e preocupações.


PARA VOCÊ QUE VAI PARTICIPAR DE UM EVENTO DE CARNAVAL


-Cães têm ouvidos sensíveis, mantenha uma boa distância das caixas de som e locais onde a música e o bater dos instrumentos musicais esteja muito alto.


-Evite aglomeramentos, seu cão pode ser pisoteado por pessoas distraídas, sambistas exaltados e pessoas embriagadas.


-Observe bem a superfície por onde caminham, nessa época, o descarte inadequado de objetos e alimentos é maior que o normal. Objetos como pedaços de vidro podem ferir o seu animal, bem como a ingestão de alimentos ou objetos podem causar distúrbios gastrointestinais.


-Ambientes desconhecidos e lotados tendem a estressar o animal. Observe a linguagem corporal, caso perceba algum sinal de desconforto, está na hora de conduzir o animal para um local mais adequado.


-Coloque a coleira com a placa de identificação (sempre que sair de casa), caso seu cachorro (a) decida fugir, quem encontrar o animal poderá lhe contatar.


-Mantenha o seu cão na guia. Cães reagem de acordo com a energia de outros seres e do ambiente. Um ambiente muito agitado e barulhento aumenta a ansiedade, e as reações podem ser diversas como: latidos, fugas, rosnados, mordidas e brigas.


-Se for fantasiar o seu cachorro (a), escolha roupas leves, cuidado com os adereços que podem ser engolidos pelo animal causando problemas intestinais.


-Jamais tinja o pelo, ou pinte as unhas do seu animal, alguns produtos podem causar alergias ou até mesmo intoxicação.


-A fantasia não deve cobrir o nariz, os olhos e os ouvidos, visto que eles percebem o mundo por meio desses órgãos.


-Leve sempre água fresca para hidratar regularmente o seu cachorro, cadela.


-Observe os horários, procure não expor o seu cachorro, cadela ao sol se estiver muito quente. Os melhores horários para as caminhadas é antes das 9h e após às 18h (durante o verão). Evite a insolação, a desidratação e a hipertermia protegendo o seu cão.


-Verifique a temperatura da superfície a ser caminhada com o dorso da mão, se você conseguir ficar 5 segundos com o dorso da mão sobre o asfalto, o seu cachorro (a) também conseguirá. Evite queimaduras das almofadas digitais e a almofada do metacarpo.


PARA VOCÊ QUE VAI VIAJAR


-Além dos cuidados acima, verifique, com antecedência, se os locais são pet friendly.


-Prepare o kit de viagem com alimentos, brinquedos e todos os acessórios que ele necessitaria se fosse ficar em casa.


-Viaje com segurança, solicite ao seu veterinário o atestado de saúde para viagem para cães e gatos.


-Verifique as normas de trânsito para viagens com animais de carro (caixa de transporte ou cinto de segurança).


-Verifique com antecedência os critérios para viagens de avião e ônibus.


PARA VOCÊ QUE OPTOU POR FICAR EM CASA


-Se morar próximo a locais onde haverá algum evento. Mantenha o seu cão confortável e protegido.


-Caso o seu cão apresente algum comportamento inquietante em relação ao barulho externo, como fogos de artifício e outros tipos de ruídos, procure ajuda profissional. Esse problema tem solução.


O trabalho de dessensibilização funciona, mas o melhor remédio continua sendo a prevenção, evitando traumas que podem ser evitados.


Mesmo durante o feriado, a rotina deve continuar. Horários dos passeios, da alimentação, horário de acordar e dormir, horário para treinar, horário para brincar e receber carinho.


Evite que o seu cão fique traumatizado ou seja ferido desnecessariamente.

Lembre que somos espécies diferentes com necessidades e prioridades distintas.


Cão A otimizando relações


www.caoaeduca.com


#antropomorfização #cão #cachorro #joe #abiko #educador #canino #adestrador #maringá #adestrador #carnaval #viagem #intoxicação #psicologia #comportamento #canina


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo