Buscar

PASSEIO COM O CACHORRO SEM A GUIA

Atualizado: 30 de jan. de 2020

Há tutores que optam em andar com seus cães sem utilizar a guia para cachorro.

Algumas pessoas por uma questão filosófica, outras porque o cachorro puxa a guia; porque o cachorro trava durante os passeios; por falta de informação correta e inúmeros outros motivos.





A guia e a coleira existe para você gerenciar o seu cachorro durante as caminhadas nos centros urbanos. E também serve como ferramenta para controlar o seu cachorro mesmo dentro de casa, principalmente na fase educacional do seu cachorro.






A utilização correta da guia pode evitar vários acidentes envolvendo cães em centros urbanos.

Mordidas de cachorro na mão e em outras partes do corpo são bastantes comuns quando tutores procuram defender seus cães de ataque de cães que andam com ou sem a guia durante os passeios.


Às vezes, presenciamos cães circulando livremente sem a guia em ambientes públicos, sem a supervisão correta de seus tutores. Quando o tutor percebe, o seu cachorro já está engajado com um outro cão, que muitas vezes, pode não estar disposto a interagir da mesma forma que o outro está, podendo desencadear uma briga.

É um reflexo tutores tentarem separar brigas entre cães, e é fato saírem machucados. Isso tudo pode ser evitado se o seu cão estiver com a guia e se você não permitir que o seu cão se aproxime de um outro cão.


VOCÊ PODE EVITAR UM ATROPELAMENTO


Você pode evitar um atropelamento de cachorro, ou até mesmo o seu, se estiver utilizando a coleira com a guia para cachorro durante o passeio.



Cães são animais predadores,e quando saem às ruas, estão à procura de algo. Esta regra vale para todos os cães, incluindo os mais fofinhos.


Se o seu cachorro achar que um cheiro, um outro ser animado que está passando do outro lado da avenida é mais interessante que você, ele pode sair em disparada.

Neste vídeo, falo sobre alguns riscos de andar com o seu cachorro sem a guia.


Se você acredita que o seu cachorro é bonzinho, educado, que sempre te obedece, volta quando chamado, e que nunca mordeu ou atacou ninguém, lembre-se que: enquanto o seu cachorro estiver vivo, ele pode resolver atacar ou morder quando se sentir ameaçado.

Seu cachorro não é o único cachorro que habita o planeta, e quando você o leva para ambientes onde há outros cães e pessoas, cabe a você gerenciar os atos de seu cão. A prevenção se faz necessária quando dividimos o mesmo espaço com outros seres.


QUANDO O OUTRO CACHORRO RESOLVE MORDER O SEU


Talvez, o seu cão não ataque e não morda, mas, e se o outro cachorro resolver atacar o seu?

Não permita que o seu cachorro se aproxime de outros cães, há cães que podem reagir de forma negativa com a aproximação de um outro cachorro. Cães invasivos são os que algumas pessoas acreditam serem os cães simpáticos e amigáveis, os que se aproximam de outros cães sem se preocuparem com o espaço do outro.





Cães têm a necessidade de terem seus espaços preservados, quando esta regra é quebrada, as consequências podem ser graves.




QUANDO A SOCIALIZAÇÃO É MOTIVO PARA ANDAR SEM A GUIA


Existe uma distorção em relação ao termo socialização canina.

Alguns entendem que a socialização canina é deixar que o seu cachorro interaja livremente com todos os cães ao longo do passeio.


Há os que acreditam que cães devem se cheirar e se aproximar livremente, e por isso não utilizam a coleira e a guia.


Existe também aqueles que por terem uma vida cheia de compromissos, ao saírem com seus cães querem dar liberdade total aos seus cães. Afinal, o sentimento de culpa é imenso e o momento é deles.



Acredito que se você perder o seu cachorro em um acidente, ter o seu cachorro envolvido em uma briga, ou se ele sair ferido por alguém que está tentando defender o próprio cachorro, a culpa que você sentirá será bem maior.


Um cão socialmente equilibrado é aquele que se sente confortável em vários ambientes sociais, sem se alterar com a presença de outras pessoas ou outros cães e animais.


Cães pertencem a uma espécie onde a matilha se faz necessária e cada matilha ocupa um território diferente. Consequentemente, a disputa é fato natural na vida dos cães.

Uma das nossas funções como tutores é evitar que os nossos cães ajam de forma territorial e dominante com outros cães, dentro e fora de casa.


Trabalhar a habilidade social do nosso cachorro de forma correta e equilibrada é nosso dever.


Devemos ser responsáveis quando levamos nossos cães em ambientes onde trafegam outros animais e pessoas.


Ao tutor cabe orientar, ensinando as regras do ambiente citadino, gerenciar seus cães, bem como protegê-los (e não o contrário).


O tutor deve ser um líder responsável, trabalhando a socialização de forma correta para que as caminhadas sejam seguras e sem estresse.



Se você anda com o seu cachorro livremente por uma questão filosófica, reflita sobre o que acabou de ler.


Se você tem alguma dúvida em como conduzir o seu cachorro para que ele não puxe ou trave a guia por exemplo, procure ajuda.


Se você anda com o seu cachorro na guia e ele apresenta problemas de comportamento, procure ajuda.


Se tiver alguma dúvida em relação a este artigo ou qualquer outro tópico, entre em contato.


https://www.caoaeduca.com/




0 comentário

Posts recentes

Ver tudo