Buscar

ANSIEDADE DE SEPARAÇÃO


Photo by Pexels

Cães são animais gregários, altamente sociais, e se apegam a outros membros do grupo, que os ajudam a manter a coesão e o vínculo social.


O primeiro vínculo que se estabelece, logo que nascem, é o vínculo com a mãe e em seguida com os outros membros da ninhada.


Quando separados de sua mãe há um aumento de vocalizações e atividades físicas. O objetivo dessa resposta é reunir o filhote à sua mãe.


Para o filhote, uma separação pode significar uma situação de perigo ou ameaça vinda do meio ambiente, outros animais. Enquanto que estar junto a um grupo significa segurança.


Ao adotarmos um cão, filhote ou adulto, estamos incluindo-o no nosso grupo social. Consequentemente, o cão estabelecerá vínculos muito semelhantes aos vínculos criados quando ainda filhote.


A Ansiedade de Separação é o comportamento que alguns cães apresentam quando separados dos seus tutores. Estas alterações comportamentais ocorrem como resultado de uma reação de medo ou ansiedade do animal, provocadas pela ausência do objeto de apego.


ALGUNS SINTOMAS:


  • salivação excessiva;

  • uivos;

  • necessidades em local indevido;

  • vocalização excessiva;

  • automutilação;

  • dermatite acral;

  • destruição de objetos;

  • arranhar / comer paredes, portas e pisos;

  • fugas;


AS CAUSAS:


Geralmente a ansiedade de separação é causada pelo próprio(a) tutor(a).

No entanto, outros fatores podem causar esse tipo de ansiedade:


  • desmame prematuro;

  • chegada de um novo membro na família;

  • cães adotados de criadores não idôneos;

  • cães que passam longos períodos em abrigos;

  • mudança na rotina da casa;

  • filhotes que foram deixados por longo tempo sozinhos;

  • mudança para um ambiente novo;

  • longo período sem separação do(a) tutor(a)

  • experiência traumática quando filhote;


Existem cães que apresentam mau comportamento, e levam as pessoas a acreditarem que o seu cão sofre de ansiedade de separação. No entanto, é apenas falta de autocontrole e disciplina do animal.


O mau comportamento se desenvolve quando o cão recebe uma repreensão ao se comportar mal. Para alguns cães isso equivale a uma recompensa, pois está sendo notado.


O TRATAMENTO


O tratamento começa com mudanças nas rotinas do(a) tutor(a).


Mude seus hábitos, ao chegar e ao sair de casa não faça alarde e festa.

Quando saímos ou chegamos em casa, o nível de excitação no cão aumenta, ao fazermos carinho ou festa neste momento, o cão relaciona a alta excitação com o encontro. Deixe que o cão fique tranquilo, só então dê atenção ao animal.


Permita que o seu cão te siga pela casa só quando você permitir.


Proporcione caminhadas estruturadas todos os dias, isso faz bem para o seu cão e para você.


Alimente o seu cão com uma dieta equilibrada. Se puder prepare o alimento do seu cão.


Enriquecimento mental, isso pode ser feito com brinquedos onde o cão tem que trabalhar para conseguir o alimento. Esse tipo de brinquedo estimula a mente e faz com que parte da energia física seja drenada.


Treinamento de obediência e disciplina. Invista na educação do seu cachorro. Isso é promover o bem-estar do seu amigo e da família.


A educação canina faz com que o seu cão desenvolva a autoconfiança.


Alguns preferem tratamentos que envolvem medicação, porém esse tipo de tratamento não resolve o problema. O verdadeiro tratamento para esse tipo de ansiedade é a educação canina.


A ansiedade de separação tem cura. O tratamento exige tempo, perseverança, consistência e muita paciência. A dedicação e a participação do(a) tutor(a) e de todos envolvidos tem alta influencia nos resultados.


Faça os exercícios recomendados pelo educador canino. Não se limite às aulas semanais. Eduque o seu cão, mostrando qual comportamento você quer dele dentro e fora de casa.


Cão A otimizando relações.

www.caoaeduca.com


#ansiedade #separação #cachorros #cães #filhotes #latidos #excessivos #uivos #causas #sintomas #tratamento #dermatite #acral #fugas #mudança #filhote #comportamento #adestramento #adestrador #maringá #educador #canino #joe #abiko #educador #psicologia #educação #cãoa #educa


1 comentário

Posts recentes

Ver tudo