Buscar

LATIDOS E UIVOS EXCESSIVOS


Photo by Min An

Problemas de comportamento, em cães domésticos, provenientes da ansiedade por separação podem se manifestar de diversas formas.


Os sintomas da ansiedade por separação podem incluir latidos excessivos e uivos durante a ausência do tutor.


A vocalização nada mais é que uma tentativa de conseguir a proximidade com o objeto de afeto.


Por ser um animal social, desde muito cedo, a ansiedade sentida pelo cão é para prevenir que ele não se afaste muito da matilha.


Essa ansiedade faz com que o cachorro permaneça junto ao abrigo e à sua mãe. A vocalização funciona como um sinalizador para que a sua mãe e outros membros da matilha possam localizá-lo.


A ansiedade está presente de forma instintiva no cachorro; e o seu propósito fundamental é reforçar o vínculo entre a matilha.


O conforto gerado pelo contato com a mãe reforça o apego e a sua ausência gera uma experiência negativa no filhote. Quando o filhote se afasta da mãe, o mesmo é punido com o isolamento.


Essa dependência é inerente no sistema social dos cães na criação de filhotes. Sem dúvidas, o período de socialização dos cães exerce papel fundamental no desenvolvimento de objetos de apego.


Na natureza, esse desapego é feito de forma gradativa e não causa danos psicológicos aos cães.


Alguns tutores, ao adotarem um cachorro, já nos primeiros dias, saem para trabalhar, e seguem as suas atividades normais, esperando que o seu novo cãozinho se comporte bem durante a sua ausência.


Para o cachorro, além do novo ambiente e a nova família ser totalmente estranha, ele se sente perdido e traumatizado. Isso junto com a sensação de isolamento provoca naturalmente a ansiedade, e consequentemente, o cachorro vocaliza para que o objeto de apego venha ao seu encontro. Como o objeto não chega, o cão se sente desesperado.


Os tutores se sentem frustrados por não entenderem como esse sofrimento é causado, e muitos castigam-no ou compensam com carinho excessivo na quantidade e hora errada. Criando um cão neurótico.


Se o cachorro não tem uma predisposição para a ansiedade por separação, e se o comportamento não é muito grave, então ele pode aprender a se adaptar nesse novo contexto.


Felizmente há processos educativos de reabilitação para ajudar esses animais a se adaptarem à nova realidade. O processo de reabilitação exige muito esforço e persistência por parte do tutor, e a colaboração de todos os membros da família é essencial para que o programa atinja seus objetivos.


Caso esteja enfrentando algum problema de comportamento, um profissional da área poderá lhe orientar para solucionar o problema.


Leia também sobre o nosso serviço de Reeducação Comportamental


#cãoa #adestrador #maringá #joe #abiko #reeducação #comportamento #psicologia #canina #canino #latidos #uivos #ansiedade #separação #cachorros #filhotes #cães #sintomas #vocalização #matilha #mãe


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo