Buscar

MEU CACHORRO COME COCÔ

Atualizado: 4 de ago. de 2020


Se o seu amigão tem esse hábito, não se desespere, para tudo há solução.

Coprofagia é o nome científico para esse hábito repulsivo para nós humanos. Há razões fisiológicas e comportamentais que levam o seu cão a apreciar o cocô como se fosse uma iguaria.


Diferente do conceito gastronômico dos humanos, cães comem o que encontram pelo chão ou no lixo. Algumas teorias sustentam que esse comportamento pode estar ligado ao instinto de sobrevivência dos canídeos ancestrais para lidarem com os períodos de escassez de alimento. Felizmente, cães domesticados que são bem alimentados não precisam obter nutrientes dessa maneira.


A coprofagia é um comportamento natural em alguns estágios da vida do cachorro. Durante as três primeiras semanas de vida, a mamãe cadela lambe seus filhotes para incentivá-los a eliminar as fezes e também para limpar as fezes do ambiente. Os filhotes também aderem naturalmente a esse comportamento, eles comem tanto suas fezes como as fezes de outros cães. Cães ingerem as fezes instintivamente para proteger a matilha, o odor das fezes e urina atraem predadores.


A ingestão de fezes pode ser também de gatos e de outros animais. Comer as fezes de outros animais pode causar problemas de saúde se as fezes estiverem contaminadas com toxinas, parasitas ou vírus. Geralmente, esse comportamento desaparece antes dos 9 meses de idade.

A coprofagia para os cães faz parte do processo de explorar e conhecer o mundo ao seu redor. Como as crianças humanas que manipulam as fezes durante a fase anal, cães cheiram as fezes e alguns querem provar o cocô com a boca .


Quais os motivos que levam o seu cachorro adulto a comer cocô?


Vários são os motivos que podem levar o seu cão a continuar ingerindo fezes mesmo depois de adulto. É importante que um especialista em comportamento canino efetue um diagnóstico preciso para que o tratamento seja eficaz.


Verifique com o seu veterinário os seguintes pontos:

- se o seu cão está livre de parasitas;


- se a dieta do seu cão está equilibrada em nutrientes e calorias;


- se o seu cão não tem alguma doença como a diabetes, doenças da tireoide e outras condições que podem causar um aumento no apetite.


Caso algum dos problemas acima for detectado, o tratamento deverá ser feito com o veterinário. Se o seu cão está fisicamente saudável, o problema é comportamental.


Geralmente, os cães começam a comer cocô por causa de algum tipo de estresse ambiental ou de gatilhos comportamentais tais como:

- isolamento, cães que são mantidos em canis, ou em ambientes isolados têm propensão a ingerir fezes;


- confinamento, o confinamento durante longo tempo pode causar esse tipo de problema;


- cães resgatados de abrigos superlotados também podem desenvolver este hábito;


- ansiedade, o adestramento inadequado pode gerar ansiedade resultando em coprofagia. Esses cães fazem as necessidades e comem o cocô para deixar o ambiente limpo, e depois levam mais castigos dos tutores por terem ingerido as fezes. Formando um ciclo vicioso.


- atenção, como meio de chamar a atenção de seus tutores;


- associação, cães que têm seus alimentos dispostos muito próximos aos locais onde eliminam as fezes e urina podem associar odores dos excrementos aos alimentos, e os cães passam a não fazer mais a diferenciação entre os excrementos e os alimentos;


- boca da mamãe, os cães podem associar o cheiro das fezes da boca de suas mães, quando elas ingerem as fezes ou quando elas regurgitam algum alimento misturado com fezes o que contribui para que o cachorro desenvolva o hábito de comer cocô.


Como fazer o seu cachorro parar de comer cocô


Há inúmeros métodos eficazes para tratar esse tipo de problema. Esses métodos incluem a reeducação comportamental e gerenciamento do ambiente.


- o gerenciamento do ambiente pode ser feito mantendo a área onde o cachorro vive sempre limpa, e livre de cocô;


- tutores que têm gatos devem manter a caixa de areia fora do alcance do cachorro;


- supervisionar atentamente as caminhadas, evitando a ingestão das fezes de outros animais;


- trabalhar intensivamente comandos de obediência para poder controlar melhor o cachorro.


Considere contratar um especialista em comportamento canino, ele estará apto a diagnosticar o problema e traçará o melhor tratamento para o seu cão.


Serviços da Cão A


Cão A otimizando relações



#AdestradorJoeAbiko #ComportamentoCanino #JoeAbiko #CãoA #Cães #Cão #Cachorro #PsicologiaCanina #AdestradorMaringá #Coprofagia #Cocô

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo